Acompanhada por autoridades locais e regionais, nessa segunda-feira, dia 27, ela iniciou o roteiro na cidade com uma recepção no centro administrativo municipal.

A passagem da
secretária de Turismo do Rio Grande do Sul, Abgail Pereira, no município de
Anta Gorda, promete ser um divisor de águas para o turismo do município.
Acompanhada por autoridades locais e regionais, nessa segunda-feira, dia 27,
ela iniciou o roteiro na cidade com uma recepção no centro administrativo
municipal.

Das mãos do presidente da Amturvales, Vanildo Roman, e do
prefeito Neori Luis Dalla Vecchia, recebeu o pedido para a pavimentação do
trecho de acesso à Gruta Nossa Senhora de Lourdes, do Distrito de Itapuca, e
melhorias na infraestrutura do local. Outra reivindicação foi para a
contratação de estagiários que estejam matriculados em outros cursos de
graduação, além de turismo, letras e história, para atuarem no Centro de
Atenção ao Turista (CAT), no Shopping Lajeado.

A secretária também anunciou a liberação de R$
501 mil da Consulta Popular de 2011 e R$ 131 mil do processo do ano anterior. Os
valores serão depositados na conta da Associação dos Municípios de Turismo da
Região dos Vales, a Amturvales, para capacitar cerca de mil pessoas com Cursos
de qualificação de recursos humanos para o turismo.

Pela primeira
vez, Abgail visitou a Gruta de Itapuca, maior caverna de pedra basáltica da
América Latina. No local, foi lhe apresentado um breve
histórico da gruta através de imagens e o depoimento da cidadã Adiles Cauduro.
A secretária prometeu retornar ao local no próximo ano, quando ocorre a
tradicional Romaria.

Casal Toigo empreende e surpreende com
tenda e café colonial

Com a
presença de amigos, vizinhos, autoridades municipais e regionais e da
secretária Abgail, a Parada Toigo, localizada próxima à Gruta Nossa Senhora de
Lourdes, foi inaugurada oficialmente. Aberto ao público desde onze de dezembro
de 2011, o empreendimento serve como referência aos turistas que vão até
Itapuca, pois atua como um centro de informações turísticas da localidade.

No ato
oficial de inauguração, ocorrido por volta das 16h30, a secretária Abgail fez
menção às meninas Manuela e Ana Luiza, filhas do casal Toigo, dizendo que elas
sentirão orgulho dos pais, tão jovens, mas já com espírito empreendedor. “Todos
ganham, toda a comunidade ganha com a qualificação da região, principalmente as
futuras gerações”. Ela acrescentou que o principal item para o sucesso do
turismo é o poder público induzir e incentivar e a iniciativa privada investir
em seus estabelecimentos.

O casal proprietário,
Sidnei e Sirlei Toigo, despertaram para o setor em função do número considerável
de visitantes que passam pela Gruta. Decidiram abrir negócio próprio ao
participar de cursos de qualificação indicados pela Amturvales. O ambiente que
acolhe os visitantes foi projetado para vender alimentos, artesanato e
lembranças da região e servir café colonial com ingredientes naturais,
produzidos pela família. Todas as visitas são registradas em um livro. Hoje, a
lista preenche dezenas de páginas e já chegou aos 1,5 mil turistas, entre
brasileiros e estrangeiros da Itália, Alemanha, Argentina, Peru, Portugal e
Bolívia.

Para Sidnei o
empreendimento já é sinônimo de satisfação e sucesso. Mostrou-se satisfeito e
feliz com a presença das autoridades e comunidade que prestigiou o momento. “É
uma honra ter a secretária de turismo aqui e, com certeza, uma alegria, porque
turismo é alegria. Temos aqui um sonho realizado e inaugurá-lo com a presença
de todos vocês aqui completa nosso sonho”, afirma.

O prefeito
Neori enfatizou a importância do bom atendimento. “A qualidade nos produtos
devem ser a sua marca. Se você quiser crescer, pense, em primeiro lugar, que as
pessoas que passarem por aqui, devem ter vontade de retornar”, acrescentou,
parabenizando pelo empreendimento.

Para o
presidente Vanildo, que foi nasceu e foi criado na região, ter acompanhado todo
o processo e crescimento do casal foi satisfatório e serviu de exemplo para as
primeiras sementes do setor serem plantadas. “Como moradores do distrito eles
testemunhavam as pessoas que passavam pelo local em dias em que não havia
romaria e não podiam comprar nada. A família, agora, pode viver de turismo.” lembrou.

Memorial agrega o valor turístico à cultura
da Noz Pecan

Um sonho
realizado pela família Pitol e comemorado por Anta Gorda é a inauguração do Memorial
da Noz Pecan, junto à Agroindústria e Viveiros Pitol, na Linha Carlos Barbosa. Na
propriedade da família Pitol, tudo é motivo para evidenciar a noz pecan. O
orgulho que sentem por fazerem parte da história da cultura em Anta Gorda é
visto a começar pelo lago que envolve o quiosque do memorial. Com cerca de
cinco metros de profundidade ele tem o formato de uma noz pecan.

Os patriarcas
do empreendimento, Luizinho e Dorvalina Pitol, tem quatro filhas (Lorete,
Luciana, Lucimara e Leda) e dois filhos: Lênio e Leandro, os idealizadores do
memorial. Junto com suas esposas, Marilda e Clarinda, e seus filhos, os dois gerenciam
os negócios que envolvem nozes. “Temos o maior orgulho de nosso pai, pois
enquanto uns não acreditaram e desistiram, ele, com sua teimosia e trabalho
sério, resgatou o valor que a nogueira pecan tem na história e na economia
desse município”, falou Leandro.

O Memorial começou
a ser projetado no ano passado com o intuito de apresentar um lugar
aconchegante para as visitações e para mostrar os produtos do viveiro e da
agroindústria. Leandro fala das expectativas que surgiram: “Com o passar do
tempo passamos a ver o turismo como uma maneira de aproveitarmos, ainda mais,
nosso quiosque e nos damos conta que o Memorial poderia ir muito além”.

Abgail elogiou
o perfil visionário de Luizinho, por ter enxergado na produção de noz pecan
também um produto turístico e se dispôs a ser uma parceira do vale para receber
reivindicações e buscar soluções para elas. “Ao inaugurarmos um Memorial dessa
envergadura, colocamos Anta Gorda no cenário nacional pelos produtores de
qualidade e pela capacidade de empreender e administrar bem os negócios”,
exclamou ela em seu discurso, tomado de empolgação.

Para o
prefeito Dalla Vecchia, o Memorial será um orgulho para as atuais e futuras
gerações. No ano de 1975, Neri, como prefeito, realizou a Primeira Festa da Noz
Pecan. “Me encho de alegria ao poder ver que a cultura volta a ser cultivada e
gera renda, aos poucos, movimentando nossa economia tanto através dos pomares,
quanto através do turismo”, afirma. Ele ressalta que o poder público tem o
papel e o compromisso de apoiar todas as iniciativas que vem a somar para a
expansão do turismo e da economia da região.

Roman diz que
a noz pecan, nos últimos anos, voltou a tornar-se um ícone de Anta Gorda. “Em
todas as feiras que o município participava, a noz caramelada não podia faltar.
A primeira reivindicação de todos que já tinham provado, ao notarem o município
em eventos, eram as nozes”, conta, lembrando querespaldo era dado pela família Pitol, que
sempre dava um jeito de fornecer os produtos.

Alguns dados da Noz Pecan em Anta Gorda:

A cultura da
Noz Pecan é originária dos Estados Unidos e México. Ela foi introduzida no
Brasil por volta de 1910, iniciando em São Paulo com os primeiros plantios. O
cultivo foi introduzido no início dos anos 60 pelo primeiro prefeito, Arminho
Miotto, com sementes importadas dos Estados Unidos e Canadá. Ele acreditava que
essa seria, no futuro, uma importante alternativa de renda nas propriedades
rurais. Ainda na época, surgiram os primeiros viveiros em Anta Gorda, sendo
Luizinho Pitol um dos primeiros enxertadores.

No ano de
1973, a localidade produzia mais de 50 toneladas do produto e hoje chega a 120
toneladas. Em 1975 ocorreu a Primeira Festa da Noz Pecan e, por volta desse
mesmo ano, a cidade recebeu o título de “Capital da Noz Pecan” . O brasão do
município, inclusive, é composto por ramos do fruto. Ao longo dos 40 anos de
produção, a família Pitol selecionou e desenvolveu quatro variedades que melhor
se adaptaram às condições climáticas da região: Pitol 1 (melhorada), Pitol 2
(importada), Barton e Imperial. Atualmente, são cultivados oito hectares de
viveiros e 24 hectares de nogueiras.

A família
também partiu para o processo de beneficiamento e industrialização. Em uma área
de 150 metros quadrados e equipamentos adequados, fazem da noz a atração
principal em ambientes festivos, sociais e gastronômicos. Integrada à Rota da
Erva-Mate desde a fundação do passeio em 2009, a Agroindústria Pitol é um dos
principais pontos de visitação dos turistas em Anta Gorda. Com a inauguração do
Memorial da Noz Pecan, os empreendedores mostram interesse em investir e tornar
a estada do turista mais agradável. A construção do novo espaço se deu pela
necessidade de qualificar, tanto o atendimento, quanto a infraestrutura do
local.

Autoridades presentes nos cerimoniais de
inauguração:

Proprietário
da Parada Toigo, Sidinei Toigo e sua esposa Sirlei Toigo

Secretária de
estado do Turismo do Rio Grande do Sul, Abgail Pereira

Prefeito de
Anta Gorda, Neori Luis Dalla Vecchia

Presidente da
Câmara de vereadores de Anta Gorda, Paulo Cesar Betoni

Presidente da
Amturvales, Vanildo Luis Roman

Vice-prefeito
de Anta Gorda, Evandro Santin Lazzari

Secretária de
Educação, Cultura, Turismo e Desporto de Anta Gorda, Rosane M. M. G. Marques

Coordenador
do Fórum Regional de Turismo e Conselheiro Estadual de Turismo do Vale do
Taquari, Rafael Fontana

Prefeito de
Lajeado/RS, Luis Fernando Schmidt

Prefeito de
Encantado/RS e coordenador do G10, Paulo Costi

Prefeito de
Dr. Ricardo, Alvimar Lisot

Prefeito de
Ilópolis, Olmir Rossi

Representante
do prefeito de Putinga, Diana Cenci

Data de publicação: 29/05/2013

Créditos: Morgana Colombo

Compartilhe!