Brinquedoteca começou a ser utilizada na semana passada

Biblioteca Cecília Meireles recebe a terceira etapa do projeto de modernização

A Biblioteca Pública Municipal Cecília Meireles recebeu na terça-feira da semana passada a terceira etapa do projeto que visa a sua modernização, a Brinquedoteca, a qual possui mais de 500 itens, divididos nas mais diversas modalidades.

São jogos, dominós, quebra-cabeças, casinhas e muito mais, que começaram a ser utilizados pelos alunos do Projeto Biblioteca Ativa já na quarta-feira.

O projeto
O projeto era dividido em três fases: aquisição de livros (já recebidos); aquisição de acervo acessível (já recebido); e aquisição de Brinquedoteca.

 O recurso aplicado na modernização é de R$ 142,5 mil, oriundo de emenda parlamentar com a qual o município foi contemplado no ano de 2011. De acordo com a Administração Municipal o projeto demorou para ser finalizado tendo em vista a dificuldade das demandas das etapas 2 e 3 e a demora na liberação do recurso, que foi pago conforme as etapas eram finalizadas. “Na época foi cadastrado material que saiu de linha e a burocracia para troca do mesmo atrasou a compra. No ano passado foi adquirido o acervo acessível e agora foi possível a aquisição da Brinquedoteca”, justifica o Executivo.

Os livros adquiridos estão nas duas bibliotecas, tanto na Praça como Casa da Cultura. Para as férias de inverno as salas da biblioteca da Casa da Cultura serão adaptadas para instalação da Brinquedoteca onde as crianças terão a possibilidade de usufruírem dos itens.

Objetivo
O intuito do projeto de modernização é proporcionar aos cidadãos antagordenses uma biblioteca adequada e acessível, além de um acervo moderno e qualificado, os quais atendam as necessidades de toda a população, incluindo pessoas com deficiência. Atualmente o espaço dispõe de serviços voltados tanto para as crianças como para jovens, adultos e idosos.

No projeto consta como objetivos a aquisição de livros básicos e brinquedos acessíveis e adequados com o intuito de qualificar, modernizar e ampliar todo o acervo da biblioteca; formar leitores e escritores mais críticos e reflexivos promovendo e possibilitando encontro com escritores; expor minuciosamente diferentes formas de estimular ou aguçar a leitura por meio de rodas de leitura e oficinas que proporcionem a produção e interpretação de textos entre outras; e dar consciência dos benefícios da leitura a uma sociedade mais culta e participativa.

O prefeito Celso Casagrande, a vice-prefeita Madalena G. Zanchin e a Secretária Doris Dallé comemoraram a conquista e destacaram que a iniciativa proporcionará mais oportunidades para as crianças e qualidade na educação.


Fonte: Assessoria de imprensa

Data de publicação: 11/06/2019

Compartilhe!