Em meio a pandemia e devido ao prolongamento do isolamento social, a equipe do Cras de Anta Gorda tem dedicado esforços e buscado alternativas para manter o vínculo com os participantes de oficinas ofertadas na instituição.

Em meio a pandemia e devido ao prolongamento do isolamento social, a equipe do Cras de Anta Gorda tem dedicado esforços e buscado alternativas para manter o vínculo com os participantes de oficinas ofertadas na instituição.

No grupo ser especial é fazer a diferença  - PCDS, as técnicas assistentes sociais desenvolveram atividades que serão encaminhadas às residências juntamente com kits de materiais (lápis, caderno, lápis de cor, tesoura, cola, entre outros) para que os deficientes executem exercícios que os estimulem e proporcione momentos aos quais, eles não tem como hábito realizarem.

A equipe técnica acredita que estas ações demostram comprometimento, um olhar cuidadoso dando continuidade ao trabalho com os grupos, sempre pensando no fortalecimento dos vínculos com essas famílias, além de ser uma forma de acompanhamento aos usuários.

O grupo que atua na assistência social reforça a importância de cada usuário, ressaltando todo o cuidado e atenção dispensado a cada um e manifestando o desejo de que tudo seja superado em breve.  

Fonte: Assessoria de Imprensa

Data de publicação: 02/06/2020

Compartilhe!