Nutricionista da UBS fala trabalho desenvolvido no município

É fato que a pandemia do Coronavírus espalhada pelo mundo, culminou em efeitos nocivos na vida humana. Diante do fechamento de academias, limitações para praticar demais atividades físicas, crises de ansiedade e pânico por parte de algumas pessoas, torna-se difícil manter uma vida saudável.

O município de Anta Gorda conta com a atuação da nutricionista Debora Tubiana em sua Unidade Básica de Saúde, que explanou sobre o andamento dos trabalhos. “Meu trabalho como nutricionista junto à Secretaria de Saúde de Anta Gorda é bem amplo e se divide em: atendimento clínico (desde gestantes, crianças, adultos até a terceira idade), atendimento domiciliar (pacientes acamados) e atendimento por contato telefônico (de acordo com a Resolução CFN nº 646, de 18 de março de 2020). Esses atendimentos por contato telefônico são exclusivamente para os grupos de pacientes com doenças crônicas, em que não há necessidade de se deslocarem até a UBS”, frisou.

 

De acordo com ela os grupos estão temporariamente cancelados devido à pandemia. “Desta forma, realizo encaminhamentos de laudos para solicitação de fórmulas nutricionais, produzo lives ao vivo na página do Cras e nas redes sociais, repassando dicas de alimentação e receitas saudáveis”, ressalta ela ao convidar a comunidade em geral para acompanhar. “Devido à pandemia houveram muitas mudanças. Tínhamos uma agenda completa de eventos nas comunidades, grupos presenciais na UBS, projeto na academia de saúde, projeto de combate à obesidade nas escolas, mas no momento tudo ficou no papel”.

Ela revela, a forma como está buscando envolver os pacientes. “Dentro de uma abordagem preventiva, atuo como facilitadora de educação alimentar e várias outras iniciativas voltadas à conscientização nessa área, envolvendo sempre orientações nutricionais. Procuro sempre despertar mudanças no comportamento alimentar do paciente. Sou contra o modelo de dietas restritivas, que deixam as pessoas em constante estado de frustração e fadadas ao fracasso. Meu trabalho é provocar uma reflexão sobre escolhas alimentares, sempre em busca de uma mudança de percepção a respeito da alimentação”, pontuou.

Ela ainda avalia os resultados visualizados nos pacientes da UBS. “Os resultados visualizados nos pacientes são muito variados, desde mudança do comportamento e hábitos alimentares, mudança no perfil antropométrico e bioquímico. Mas o principal resultado é a mudança nos hábitos alimentares. Atualmente, devido à pandemia o número de pacientes diminuiu consideravelmente, atendo mensalmente em média 70 pacientes, nos diversos tipos de abordagem”, disse.

Questionada se é verídico o fato de que pessoas que tem alimentação saudável são menos suscetíveis ao vírus, a profissional respondeu: “Não há ingredientes específicos ou receitas mágicas capazes de turbinar o sistema imune para debelar inimigos como o novo Coronavírus. Então, atente aos ‘shots da imunidade’ e dê atenção principalmente ao que você lê e compartilha na internet. Geralmente são orientações inusitadas que, na maioria das vezes, são transmitidas nas redes sociais sem embasamento científico”, alertou.

“Isso não significa, porém, que deixe de existir uma relação íntima entre a alimentação e as nossas defesas. A verdade é que dietas desequilibradas comprometem as funções do sistema imune. Sendo assim, mesmo que não impeça ninguém de contrair a doença, ter uma imunidade em dia é vital para ajudar na luta contra a infecção e na recuperação do doente. São quatro pilares de uma boa imunidade: praticar exercícios físicos regularmente, reduzir o estresse, dormir bem e ter uma alimentação balanceada”, explicou.

Ela concluiu enfatizando: “Tenho atuado com meus pacientes, alertando sobre a importância de uma alimentação adequada e saudável. É importante que se mantenha o consumo adequado de água e reduza o consumo de alimentos ultraprocessados. E, mais do que isso, que se dê preferência para proteínas de boa qualidade, como carnes e ovos, frutas e vegetais variados, além do arroz e feijão, que é uma combinação bastante nutritiva. Essas são opções ricas em vitaminas e minerais, tudo o que se precisa para reforçar a saúde nesse momento”, salientou.

Fonte: Assessoria de imprensa

Data de publicação: 02/07/2020

Compartilhe!