Movimentos como o Agosto Dourado existem para alertar a população de que esse é um ato natural e de muito amor. A mãe está alimentando seu filho, protegendo-o de doenças e também dando carinho. Assim, não deve haver nenhuma censura com essa questão.

Para conscientizar sobre a necessidade da amamentação exclusiva até os 6 meses de idade, foi criado o Agosto Dourado. Assim, as ações de saúde neste mês se voltam para a importância desse alimento para o desenvolvimento sadio de bebês e crianças. É uma semana dedicada para o tema — a Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM), que ocorre de 1 a 7 de agosto em vários países sobre a importância da amamentação para crianças e mães. O tema de 2018 foi “Aleitamento materno: a base da vida”. o Brasil, a Semana de Aleitamento Materno é comemorada desde 1999 com a coordenação do Ministério da Saúde. Em 2017, foi sancionada a Lei nº 13.435, que institui o mês de agosto como o Mês do Aleitamento Materno.

Cor dourada: Por que o leite materno é considerado um alimento de qualidade ouro para bebês e crianças. O leite materno contém água, gorduras, proteínas, vitaminas e açúcares de que o bebê precisa para se desenvolver bem e crescer de forma saudável. Em sua composição, há ainda anticorpos. É, portanto, um alimento que protege contra infecções, principalmente as gastrointestinais, e contra a desnutrição. Não é à toa que deve ser o alimento exclusivo até os 6 meses de idade, já que é de fácil digestão, está sempre na temperatura certa e, o melhor, não custa nada. Além disso, o ato de sugar ajuda no desenvolvimento da arcada dentária, da fala e da respiração do bebê. Por isso, é necessário alertar contra os perigos de bicos artificiais, como chupetas e mamadeiras, que podem comprometer a amamentação..

A equipe de saúde da UBS está preparada para lidar com esse momento espetacular e maravilhoso que é o ato de amamentar. Portanto ressalta-se que nem sempre esse momento tem um desenrolar satisfatório, podem ocorrer surpresas inesperadas como: ansiedade e insegurança da mãe, falta de preparo e de informação, falta de apoio e incentivo do companheiro, questões de fissuras e ingurgitamento mamário, depressão pós parto, conflitos familiares, etc. tudo isso poderá interferir diretamente no sucesso do aleitamento materno. Diante de tudo isso os profissionais da equipe de saúde estão dispostos para auxiliar e apoiar na superação e desfecho satisfatório nesse momento delicado através da teleconsultoria on- line onde o apoio às gestantes ocorre virtualmente. Neste grupo as futuras mamães podem interagir de forma segura devido ao momento de Pandemia que estamos enfrentando.

Para maiores informações, toda gestante interessada em participar destes momentos poderão ligar para UBS e conversar com as Enfermeiras Marilusi Pitol ou Eliana Pederiva para ver funcionamento e participação neste encontro virtual.

FONES -UBS: 37561850 – 51 996987681

Fonte: Assessoria de Imprensa

Data de publicação: 12/08/2020

Compartilhe!