Visando dar uma atenção melhor à população, as secretarias de Educação e Saúde reforçaram suas equipes com a contratação de profissionais.

Visando dar uma atenção melhor à população na área de saúde mental, em função do enfrentando de desgastes por conta da pandemia, as secretarias de Educação e Saúde reforçaram suas equipes com a contratação de profissionais da área da psicologia e psicopedagogia.

Há cerca de uma semana, a Secretaria de Educação de Anta Gorda conta com a atuação da psicóloga Janaina da Costa Gerhardt, que atenderá de quintas e sextas-feiras, das 8h às 11h30min e das 13h às 17h, dando suporte à comunidade escolar, diante da pandemia que o mundo vive.

A secretária de Educação, Dóris Fellini Dallé, revela que esta é a primeira vez que a pasta conta com psicóloga. “Necessitamos disso. É essencial esse trabalho para dar um assessoramento na parte emocional de professores, pais e alunos, afinal hoje a rotina é diferente”, disse.

Janaína, ao falar sobre o trabalho a ser desenvolvido, enfatizou que tudo começará com um mapeamento. “Com isso vou saber das demandas e ver o que é mais emergente. Após, farei uma integração com os professores que estão com muitas incertezas e alguns, com saúde mental abalada, afinal, eles tiveram que entregar seu papel de educadores aos pais que também sofrem com isso, pois muitos trabalham na agricultura arduamente e tem que conciliar com o ensino dos filhos. Os alunos também estão tristes, já que estavam acostumados com a socialização escolar”, frisou.

A profissional destaca que mesmo iniciando sua atuação no segundo semestre, espera realizar um belo trabalho. “Quero que a comunidade se sinta à vontade comigo. Quero me aproximar das pessoas”, evidenciou. A Secretaria de Educação também está contando com o trabalho de uma psicopedagoga que ampliará o suporte a área educacional, neste momento tão desafiador.

Na área da saúde, a profissional contratada para atuar por 20 horas é a psicóloga Claudia Lisiane Barkert de Lajeado, que atuará semanalmente nas quintas e sextas-feiras no município e a cada 15 dias nas terças-feiras. Claudia explicou que inicialmente está mapeando as demandas e em breve deverá trabalhar com atendimentos individuais e também com grupos, que neste momento estão um tanto limitados em função da pandemia.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Data de publicação: 14/08/2020

Compartilhe!